Dicas de Saúde

Festas Juninas e Copa Podem Aumentar Casos de Queimaduras

A propósito do Dia Nacional de Luta contra Queimaduras (6 de junho), é importante redobrar a atenção durante as festas juninas e a Copa do Mundo, período em que temos mais contato com fogueiras, balões e fogos de artifício. Segundo estatísticas, isso pode aumentar até 30% o número de casos. 


Especialmente durante este período de festas e comemorações é importante ter em mente que fogos de artifício podem provocar queimaduras. Delas, 70% são lesões com lacerações ou cortes; 20%, amputações nos membros inferiores; e 10% são lesões das córneas, perdas da visão, lesões do ouvido ou perda da audição. No nosso país, as queimaduras estão entre as principais causas externas de morte, perdendo apenas para acidentes de trânsito e homicídios. 


Os especialistas chamam a atenção também para os acidentes em casa, que atingem particularmente as crianças. Na faixa etária de um a quatro anos de idade, as queimaduras são a segunda principal causa de morte, perdendo apenas para os acidentes de trânsito. Saiba que a maioria das situações em que elas ocorrem são previsíveis e evitáveis: as crianças se queimam em casa, especialmente na cozinha, quase sempre na presença de um adulto desatento aos riscos da situação. 


Como Agir com Queimaduras                   


- Não toque na área atingida pela queimadura, nem esfregue substâncias como café, manteiga, clara de ovo ou creme dental. Elas podem agravar a lesão e atrapalhar o tratamento. 


- No caso de queimaduras superficiais, devemos resfriar a área atingida usando compressa com água fria por15 a30 minutos, ou até que o paciente chegue ao atendimento médico. 


- Devemos evitar o contato de gelo com o ferimento para não agredir o tecido com a baixa temperatura. 


- Retire anéis, pulseiras e roupas que não grudaram na pele, antes que o local comece a inchar e formar bolhas. 


- Não rompa as bolhas para não aumentar o risco de infecção.


 


- Procure imediatamente assistência médica.

Arquivo